A Subestação Castanhal é composta de dois vãos de entrada de linha 230kV e um vão de transferência no padrão da Concessionária ERTE e dois vãos de entrada de linha 230kV no padrão da Concessionária Eletronorte, onde a Acom Energy executou os serviços especializados de comissionamento dos equipamentos e da cablagem. Subestação localizada no Município de Castanhal, Estado do Pará.

 

SETOR ERTE

Os serviços de comissionamento do setor 230kV da Concessionária ERTE, composto pelos seguintes equipamentos: 01 disjuntor tripolar de 245kV, 01 disjuntor tripolar de 362kV, 01 disjuntor tripolar de 550kV, 17 seccionadores tripolares 245kV, 09 transformadores de corrente 242 kV, 06 para-raios 192kV, 08 transformadores de potencial capacitivos 242kV, 02 bobinas de bloqueio 230kV, 02 transformadores auxiliares 300KVA 13,8kV/380-220V, 02 painéis para alimentações auxiliares CA, 02 painel para alimentações auxiliares CC, 01e cabos de comando, proteção e alimentação auxiliar.

 

SETOR ELETRONORTE

Os serviços de comissionamento do setor 230kV da Concessionária Eletronorte, composto pelos seguintes equipamentos: 03 disjuntores tripolares de 245kV, 05 seccionadores tripolares 245kV, 06 transformadores de corrente 242 kV, 06 para-raios 192kV, 03 transformadores de potencial capacitivos 242kV, 02 bobinas de bloqueio 230kV, 02 transformadores auxiliares de13,8kV/380-220V, 02 painéis para alimentações auxiliares CA, 02 painel para alimentações auxiliares CC, 08 cubículos blindados 15 kV, 01Grupo Motor Gerador de 175kVA de 380/220Vca e cabos de comando, proteção e alimentação auxiliar.

 

Escopo do Fornecimento Acom Energy:

- Serviços de inspeção e ensaios elétricos nos equipamentos;

- Verificação ponto a ponto em toda a cablagem de interligação entre os equipamentos, caixas de concentrações e painéis, certificando que todas as interligações estão de acordo com o diagrama de interligação e projeto funcional.

- Teste funcional nos sistemas de intertravamento e controle;

- Ensaio de desempenho da malha de aterramento, tensão de passo e toque;

- Certificação dos circuitos de proteção e medição, através de injeção de corrente a aplicação de tensão no circuito primário e secundário;

- Certificação dos sistemas de alarme e sinalização;

- Elaboração do relatório final, conforme normas técnicas;

- Elaboração do “as-built” – como construído, destacando nos diagramas existentes as alterações de campo.

 

Equipamentos Utilizados:

Para a execução das atividades foram utilizados os seguintes equipamentos:

        -            01 CPC 100 – Omicron;

        -            01 CP TD1 – Omicron;

        -            01 CT Analyser – Omicron;

        -            01 Multímetro – Fluke;

        -            01 Microhmímetro – Megger.